DISCobrindo Talentos em Angola

Claudia Coiteiro
Disc DISC e Recrutamento

DISCobrindo Talentos em Angola

“a identificação e a retenção de talentos a partir de uma visão ampla do colaborador”

Cláudia Coiteiro
Gestora de Projectos, Formadora Comportamental & Coach na Acumen Global Angola | Dubai
Certified DISC Behaviour Analyst – The International DISC Institute

Qual o impacto da metodologia DISC nas organizações angolanas?

Em algumas organizações angolanas onde já foi aplicada a metodologia DISC, posso referir como principais impactos: o job matching entre as pessoas e o cargo a que se candidatam, promovendo por um lado a redução de custos com a rotatividade causada por apostas erradas em recrutamento e, por outro lado, a consecução de metas e objetivos organizacionais; a ide  ntificação e a retenção de talentos a partir de uma visão ampla do colaborador no que diz respeito ao seu desempenho e ao seu potencial de evolução, identificando necessidades de desenvolvimento em alinhamento com os objetivos da organização; a entrega de informação concreta e factual para a conceção de programas de desenvolvimento e respetivos planos de ação eficientes; e o envolvimento e empenho dos colaboradores  nos referidos programas de desenvolvimento, por sentirem o devido ajuste dos mesmos às suas necessidades e motivações de evolução.

Como avalia a Cláudia a relevância do curso Certified DISC Behaviour Analyst que frequentou?

Não posso concordar mais com o chavão “as pessoas comportam-se de maneira diferente em diferentes situações, ambientes e com pessoas diferentes”. É um chavão, de facto e com facto! Quando falamos em comportamento, devemos saber claramente que nos estamos a referir a ações exibidas por quem as pratica e que, consequentemente, são observáveis e passíveis de avaliação por parte de quem as recebe e/ ou as observa. Segundo Marston na Teoria da Estrutura de Personalidade, “o comportamento é uma função da pessoa como resposta à sua perceção do meio”. Porém, é muito frequente a confusão entre personalidade e comportamento; ou se preferirmos, entre ser e estar ou agir. Recordo, neste preciso momento, as muitas vezes que em ações de formação comportamental ajudei algumas pessoas a melhor entenderem esta diferença e, invariavelmente, quase sempre no final as mesmas se mostravam surpreendidas como se tivessem feito a ‘descoberta de uma vida’. Curiosamente, quando fiz o Curso de Certificação em Analista Comportamental DISC esta foi a primeira grande lição, a saber: não se diz que a pessoa X é Decisor, é Influente, é Sereno ou é Cumpridor, mas sim que tem um perfil Decisor, um perfil Influente, um perfil Sereno ou um perfil Cumpridor. Esta Certificação de excelente qualidade e muito completa, desenvolveu a minha habilidade para ler e interpretar a linguagem manifestada nos comportamentos e aumentou o meu foco na compreensão da forma como as coisas são feitas, quer em relação a mim mesma, quer em relação aos outros com quem interajo nos mais variados contextos, nomeadamente em contexto de Assessment de Competências e/ ou de Potencial.

Que desafios as empresas enfrentam no desenvolvimento de talento dos seus colaboradores?

Um dos principais desafios que as empresas enfrentam é o de ajudar as suas pessoas a descobrirem e a desenvolverem o seu potencial para atingirem a plena realização profissional e, consequentemente, para contribuírem ativamente para o sucesso das organizações. Quando bem conduzido, este é um processo promotor de autoconhecimento e de tomada de consciência acerca de estilos de trabalho, de tipos de abordagem nas interações, de estímulos e fontes de motivação, e de pontos fortes e áreas de melhoria. Atrevo-me a dizer que ‘numa segunda linha’ de desafios surgem a criação do sentimento de pertença, o desenvolvimento de competências como o compromisso e alinhamento com a cultura organizacional e o sentido de urgência para responder com motivação, habilidade e eficácia aos imensos desafios impostos pelas constantes mudanças.

Em contexto corporativo quem está na linha da frente para a promoção de estratégias facilitadoras do desenvolvimento do talento dos colaboradores, deve saber ou procurar quem saiba aplicar este tipo de ferramentas, como a metodologia DISC, para conseguir chegar ao verdadeiro potencial dos seus colaboradores/ equipas e utilizá-la como um ‘trampolim’ para o sucesso.

Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping